Averiguação da influência de fatores econômicos sobre a oferta nacional de Gás Natural entre 2010-2015

Paulo Salgado Zenha Carneiro, Rui Nelson Otoni Magno

Resumo


O tema abordado no presente trabalho trata sobre a oferta de gás natural no Brasil. A justificativa para a escolha do tema está no fato da percepção de que se trata de uma atividade industrial de grande importância para o crescimento econômico de um país, contribuindo para a geração da riqueza interna. O objetivo deste trabalho foi abordar o uso do Gás Natural (GN) como fonte de energia, e sua correspondência com a economia, estabelecendo um modelo de previsão da oferta nacional de gás natural em função de variáveis de natureza econômica. Na metodologia foram selecionadas as variáveis independentes de natureza econômica produto interno bruto, preço do óleo diesel, preço do gás natural veicular com a variável objeto deste estudo, que é a oferta nacional de gás natural. O período considerado para a análise foi de 2010 até 2015. Foi realizado teste de normalidade, os testes estáticos de significância, ANOVA, teste de independência das variáveis com níveis de confiança de 95% para p-valor do teste de hipóteses para as variáveis do modelo. Buscando evidenciar a rejeição ou aceitação das hipóteses para a correlação entre as variáveis de natureza econômica ou relacionadas ao nível oferta nacional do GN. O teste de hipóteses realizado aceitou a hipótese de influência da variável PIB sobre a oferta nacional de Gás Natural, para o período considerado na análise multivariada. O resultado deste trabalho indica com base em análise estatística, a importância do gás natural na matriz energética brasileira e sua importância econômica.


 

The theme addressed in this paper deals with the supply of natural gas in Brazil. The justification for choosing the theme is the fact that it is an industrial activity of great importance for the economic growth of a country, contributing to the generation of internal wealth. The objective of this work was to approach the use of Natural Gas (NG) as an energy source, and its correspondence with the economy, establishing a model for forecasting the national supply of natural gas according to variables of an economic nature. In the methodology, the independent variables of an economic nature were selected, gross domestic product, price of diesel oil, price of vehicular natural gas with the variable object of this study, which is the national supply of natural gas. The period considered for the analysis was from 2010 to 2015. A normality test, static significance tests, ANOVA, independence test of variables with confidence levels of 95% for p-value of the hypothesis test for the variables of the model. Seeking to show the rejection or acceptance of the hypotheses for the correlation between variables of an economic nature or related to the national level of GN supply. The hypothesis test performed accepted the hypothesis of influence of the GDP variable on the national supply of Natural Gas, for the period considered in the multivariate analysis. The result of this work indicates, based on statistical analysis, the importance of natural gas in the Brazilian energy matrix and its economic importance.



Palavras-chave


Gás Natural; Oferta Nacional; análise multivariada; PIB

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, P. L.; MARTINEZ, J. A. Gás natural – o combustível do novo milênio. Plural Comunicação. Porto Alegre, 1999.

ALMEIDA, E. F.; FERRARO, M. C. Indústria do gás natural: Fundamentos técnicos e econômicos. Rio de Janeiro: Synergia, 2013.

AMARAL, L. C.; ABREU, Y. V. de. Evolução do Mercado Brasileiro de Biodiesel sob a Ótica dos Leilões Promovidos pela ANP: 2005 a 2014. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, p. 729-750, jan. 2017.

ANP - AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO. Gás natural. 2019. Disponível em: . Acesso em: de nov. 2019.

ARAGÃO, A. S. de. Direito do petróleo e de outras fontes de energia. Rio de Janeiro: Lumen juris, 2011. 510 p..

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Boletim Mensal de Acompanhamento da Indústria de Gás Natural. 2019. Brasília, Disponível em: . Acesso em 30 out. 2019.

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Boletim Mensal de Acompanhamento de Indústria de Gás Natural 2010-2015. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2019.

CAMACHO, F. T. Regulamentação da indústria de gás natural no Brasil. Rio de Janeiro: Interciência, 2005. 131 p.

ESTATCAMP. Inferência. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2019.

GRACIAS, A.C.; LOURENÇO, S. R. Aplicação de um modelo matemático na simulação da produção e importação de gás natural no Brasil até 2017. Revista Produção, v. 10, n. 3, p. 698-717, set. 2010.

GNU PSPP. Statistical Analysis Software. Version 1.2.0 2019. Disponível em: . Acesso em: 11 nov. 2019.

IBGE INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produto Interno Bruto dos Municípios. 2019. Disponível em: . Acesso em: 03 dez. 2019.

IPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Série PIB trimestral. 2019. Disponível em: . Acesso em: 05 nov. 2019.

LARSON, Ron. FARBER, Betsy. Estatística Aplicada. Tradução de Luciane Ferreira. 4. ed. São Paulo: Pearson Education, 2002.

MARQUES, F. M.; MARCOVITCH, J. Proposta de um modelo de geração de valor para as empresas distribuidoras de gás natural canalizado em uma economia de baixo carbono. Revista de Administração IMED, [S.l.], v. 4, n. 1, p. 98-122, jan. 2014.

MATHIAS, M. C. P. P. A formação da indústria global de gás natural: definição, condicionantes e desafios. 2010. Tese (Doutorado) –Programa de Planejamento Energético, COPPE, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

MONTGOMER, Douglas C.; RUNGER, George C. Estatística Aplicada e Probabilidade para Engenheiros. LTC. 2015.

PFAFF, B., DARRINGTON, J., et al., GNU PSPP 0.7.9. 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2019.

PERLOTTI, E. A.; SANTOS, E. M.; COSTA, H. K. M. Concentração espacial da indústria de São Paulo: evidências sobre o papel da disponibilidade de gás natural. Estudos Avançados, v. 30, n. 87, p. 143-164, 2016.

PONTES, Y. S. (Org.). ANP: Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível. São Paulo: Lex Magister, 2013. 162 p.

PORTER, D. C.; GUJARATI, D. N. Econometria Básica. Ed 5. Porto Alegre: AMGH, 2011.

SANTOS, P. F. A.; SPOLADOR, H. F. S. Produtividade Setorial e Mudança Estrutural no Brasil: Uma Análise Para o Período 1981 a 2013. Revista Brasileira de Economia, v. 72, n. 2, p. 217-248, 2019.

STEVENSON, W. J. Estatística Aplicada à Administração. São Paulo: Harbra, 1981. 495 p.

TEIXEIRA, J. P. B. Gás Natural: O energético mais competitivo. Ed 1. Rio de Janeiro: Pod. Editora, 2015. 100 p. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2019.

VIEIRA, P. L. et al. Gás natural: benefícios ambientais no Estado da Bahia. Salvador: Solisluna Design e Editora, 2005. Disponível em: . Acesso em: 11 nov. 2019.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2020.v13i1.744

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.