Possibilidades e limites no desenvolvimento empreendedor de estudantes de Graduação em Psicologia: uma avaliação de potencial

Eveli Freire Vasconcelos, Renatto Cesar Marcondes, Maria Eduarda Avancini Casali, Lais D. Amaral, Gabriel Moreno Correia

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo descrever os achados da aplicação de uma escala de Potencial Empreendedor em 37 alunos do segundo semestre de Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco de Campo Grande/MS. Os dados foram obtidos a partir da aplicação da Escala desenvolvida por Santos (2008), e a análise foi quantitativa. Também, expõe uma proposta de intervenção voltada ao ensino e aprendizagem do empreendedorismo, utilizando-se da tecnologia e do lúdico como forma de aproximar a realidade de mercado aos interesses acadêmicos, com o estudo do tema em questão e desenvolvimento das características do potencial empreendedor. Os resultados demonstram que os estudantes de Psicologia possuem grandes lacunas no que pode ser considerado um potencial empreendedor, principalmente em competências voltadas ao Planejamento, Controle e Metas. Com isso, conclui-se que há necessidade de aprimoramento dessas habilidades; recomenda-se incorporar a temática ao ensino, extensão e pesquisa em saúde, à utilização do lúdico como uma ferramenta de otimização do potencial empreendedor, assim como a estruturação de um núcleo de empreendedorismo e carreira capaz de manter a orientação dos acadêmicos.

 

This study aims to describe the findings of the application of an Entrepreneurial Potential scale in 37 students of the second semester of Psychology at a Brazilian university called Universidade Católica Dom Bosco in Campo Grande/MS. The results were obtained from the application of the scale developed by Santos (2008), and the analysis was quantitative. It also presents an proposal of intervention that may impact on teaching and learning about entrepreneurship, using technology and ludic games as a way to bring the current reality and the interests of the academics closer to the study of the theme in question, in the development of characteristics that belong to the potential entrepreneur. The results show that psychology students have big gaps in their potential entrepreneur, especially in “planning”, “control” and “goals” skills. Therefore, it can be concluded that there is a need to improve these skills. It is recommended to incorporate the theme in health teaching and research, as the use of ludic games as a tool to optimize entrepreneurial potential in building a core of studies on entrepreneurship and career management, with the purpose of maintaining the orientation of academics.


Palavras-chave


Potencial Empreenedor; Empreendedorismo; Psicologia

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, Matilde Ruiz; FUENTES, María Del Mar Fuentes; JIMÉNEZ, Jenny María Ruiz. Um Estudo Internacional Sobre os Fatores que Explicam a Expectativa de Alto Crescimento em Novos Empreendimentos: uma Perspectiva de Gênero. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v.18, n.60, p.171-190, 2016.

BAGGIO, Adelar Francisco; BAGGIO, Daniel Knbel. Empreendedorismo: Conceitos e definições. Revista de empreendedorismo, inovação e tecnologia, Porto Alegre, v.1, n.1, p.25-38, 2014.

BAUM, J. Robert; BARON, Robert; FRESE, Michael. The Psychology of Entrepreneurship. 1.ed. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2007.

BAUM, J. Robert; LOCKE, Edwin A; SMITH, Ken G. A multidimensional model of venture growth. Academy of Management Journal, vol.44, n.2, p.292-303, 2001.

BIRD, Barbara. Implementing entrepreneurial ideas: The case of intentions. Academy of Management Review, vol.13, n.3, p.442-453, 1988.

BRASIL. Código Civil. Código civil brasileiro e legislação correlata. 2. ed. Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas. 616 p. 2008.

BRASIL. Ministério Da Educação Conselho Nacional De Educação Câmara De Educação Superior. Resolução nº 5, de 15 de março de 2011. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, estabelecendo normas para o projeto pedagógico complementar para a Formação de Professores de Psicologia, Nº5, 16 de março de 2011. Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia, a serem observadas pelas Instituições de Ensino Superior do País, Brasília, p.1-8, 2011.

CAMARGO, Raquel Adriano Momm Maciel de; LOURENÇO, Mariane Lemos; FERREIRA, Jane Mendes. Mulheres empreendedoras no Brasil: quais seus medos? Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, v.20, n.2, p.178-193, 2018.

CAMPELO, Hadna Cordeiro; FONSECA, Paulo Roberto Campelo Fonseca e; KASSYO, Thiago Cardoso Ferreira; SOUZA, Augusto Lima de. Competências Empreendedoras: Um Estudo Dos Acadêmicos Do Curso De Administração De Empresas. Revista Foco, v.12, n.2, 2019.

CASADO, Frank Leonardo; MAIRESE SILUK, Júlio Cezar; VENTURINI ZAMPIERI, Nilza Luiza. Universidade empreendedora e desenvolvimento regional sustentável: proposta de um modelo. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, v. 5, p. 633-650, 2012.

CASTRO, Ana Elisa Ferreira de; YAMAMOTO, Oswaldo H. A Psicologia como Profissão Feminina: Apontamentos para Estudo. Estudos de Psicologia, Natal, v.3, n.1, p.147-158, 1998.

CHANDLER, Gaylen N; JANSEN, Erik. The Founder’s self-assessed competence and venture performance. Journal of Business Venturing, vol.7, p.223-236, 1992.

CORREIA SANTOS, Susana; CAETANO, Antônio; CURRAL, Luís; SPAGNOLI, P. How to assess the entrepreneurial potential? International Council for Small Business 2010: Entrepreneurship: Bridging Global Boundaries, Cincinatti, Ohio, 2010.

CORTEZ, Pedro Afonso; VEIGA, Heila Magali da Silva. Características pessoais dos empreendedores: clarificação conceitual dos construtos e definições da literatura recente (2010-2015). Revista Estudos Interdisciplinares em Psicologia, Londrina, v.9, n.3, p.58-79, 2018.

DAVIDSSON, Per. The Entrepreneurship Research Challenge. Chaltenham, UK: Edward Elgar Publishing Limited, 2008.

LIMA, Dário De Oliveira Filho; SPROESSER, Renato Luiz; Martins, Éber Luis Capistrano. Empreendedorismo e jovens empreendedores. Revista de Ciências da Administração, Santa Catarina, v.11, n.24, p.246-277, 2009.

DRUCKER, Peter F. Inovação e espírito empreendedor (entrepreneurship): prática e princípios. São Paulo: Pioneira, 1985.

EISENHARDT, Kathleen; SCHOONHOVEN, Claudia Bird. Resource-bases view of strategic alliance formation: Strategic and social effects in entrepreneurial firms. Organizational Science, Estados Unidos, vol.7, n.2, p.136-150, 1996.

FREITAS FILHO, Fernando Luiz; SCHRÖTER, Brigite Augusta Farine. Uso de jogos didáticos no processo de ensino e aprendizagem no ensino superior: jogo da inovação. In: International Congress of Knowledge and Innovation-Ciki, 2018.

FRIEDMAN, Milton. Capitalismo e Liberdade. São Paulo: LTC, 2014.

FRESE, M. The Psychological actions and entrepreneurship success: An action theory approach. In: Baum, J. R., Baron, R. & Frese, M., 2017. Psychology of Entrepreneurship. 1.ed. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR (GEM). Global Report 2016/2017. Global Entrepreneurship Research Association (GERA), London Business School, UK, 2017.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 7.ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2012.

IZUKA, Edson Sadão; MORAES, Gustavo H. Salati Marcondes de. Análise do potencial e perfil Empreendedor do estudante de Administração e o ambiente universitário: Reflexões para Instituições de Ensino. Revista Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro, v.15, n.3, p.593-630, 2014.

KIRZNER, Israel. Entrepreneurial discovery and the competitive market process: An Austrian approach. Journal of Economic Literature, vol.35, n.1, p.60-85, 1997.

KOGUT, Bruce; KULATILAKA, Nalin. Real options pricing and organizations: the contingent risks of extended theoretical domains. Academy of Management Review, vol.29, n.1, p.102-110, 2004.

LÜDKE, Fernanda Elisa; BUGS, João Carlos. Jovens empreendedores e as dificuldades encontradas na gestão das suas empresas. Revista de Administração de Empresas Eletrônica – RAEE, São Paulo, n.6, 2017.

LUGOSI, Peter; ALLIS, Thiago. Migrant entrepreneurship, value-creation practices and urban transformation in São Paulo, Brazil. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, São Paulo, v.13, n.1, p.141-163, 2019.

LHULLIER, Louise A; ROSLINDO, Jéssica J; CESAR MOREIRA, Raul A. L. Quem são as psicólogas brasileiras? Uma profissão de muitas e diferentes mulheres. Conselho Federal de Psicologia, Brasília, 2013. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2013/03/Uma-profissao-de-muitas-e-diferentes-mulheres-resultado-preliminar-da-pesquisa-2012.pdf Acesso em: 12 de Ago. de 2019.

MARCONDES, Renatto César. Entre buscar oportunidades e obter reconhecimento: Comportamento empreendedor de psicólogos em sua trajetória profissional. Florianópolis. 167f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, 2014.

MARCONDES, Renatto César; ZANELLI, José Carlos. Empreender em Psicologia (e outros campos profissionais). Curitiba: Juruá, 2016.

MARKMAN, Gideon D. Entrepreneurs’ Competencies. In: BAUM, J. Robert; BARON, Robert; FRESE, Michael. Psychology of Entrepreneurship. 1.ed. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2007.

MCCLELLAND, David C. A sociedade competitiva: realização e progresso social. Rio de Janeiro (RJ): Expressão e Cultura, 1961.

MISES, Ludwig Von. The Anti-Capitalistic Mentality. Chicago: Mises Institute, 1956.

NASSIF, Vânia Maria Jorge; SILVA, Natacha Bertola; ONO, Arnaldo Turuo; BONTEMPO, Paulo César; TINOCO, Tatiana. Empreendedorismo: área em evolução? Uma revisão dos estudos e artigos publicados entre 2000 e 2008. RAI-Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v.7, n.1, p.175-192, 2010.

RAMOS, Camila Carvalho; COSTA, Thiago Dias; FEITOSA, Izabella Oliveira. Mapeamento de incoerências entre competências estabelecidas na formação do psicólogo organizacional e as requeridas pelo mercado de trabalho. Revista Psicologia: organizações e trabalho, Brasília, v.17, n.2, p.114-120, 2017.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social, métodos e técnicas. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

SANTOS, Paulo da Cruz Freire. Uma escala para identificar potencial empreendedor. 336f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2008.

SANTOS, Susana Correia; CAETANO, Antônio; CURRAL, Luís. Atitude dos estudantes universitários face ao empreendedorismo: Como identificar o potencial empreendedor? Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, Lisboa, v.9, n.4, p.2-14, 2010.

SANTOS, Eliane Davila dos; HAUBRICH, Gislene Feiten. Portal Rede Mulheres Empreendedoras: empreendedorismo, cultura e imagens de si. Revista Letras de Hoje, Rio Grande do Sul, v.53, n.3, p.412-421, 2018. Disponível em: Acesso em: 10 de Ago de 2019.

SANTOS, Glauce Carolina Vieira dos; KIENEN, Nádia; VIECILI, Juliane; BOTOMÉ, Silvio Paulo; KUBO, Olga Mitsue. Habilidades e competências a desenvolver na capacitação de psicólogos: Uma contribuição da Análise do Comportamento para o exame das Diretrizes Curriculares. Revista Interação em Psicologia, Paraná, v.13, n.1, p.131-145, 2009.

SARASVATHY, Saras D. What makes entrepreneurs entrepreneurial? Darden Graduate School of Business Administration. Darden, VA: University of Virginia, 2001.

SOUZA, Gustavo Henrique Silva de; SANTOS, Paulo da Cruz Freire dos; LIMA, Nilton Cesar; CRUZ, Nicholas Joseph Tavares da; LEZANA, Álvaro Guillermo Rojas; COELHO, Jorge Arthur Peçanha de Miranda. Escala de Potencial Empreendedor: evidências de validade fatorial confirmatória, estrutura dimensional e eficácia preditiva. Revista Gest. Prod., São Carlos, v.24, n.2, p.324-337, 2017.

SCHUMPETER, Joseph Alois. História da análise econômica. Rio de Janeiro (RJ): Fundo de Cultura, 1964.

SHANE, Scott; VENKATAMARAN, S. The promise of entrepreneurship as a field of research. The academy of management review, vol.25, n.1, p.217-226, 2000.

VENKATAMARAN, S. The distinctive domain of entrepreneurship research: An editor’s perspective. In: J. KATZ R. Brockhaus. Advances in entrepreneurship, form emergence, and growth. Greenwich: JAI Press Inc, 1997.

WEBER, Max. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Martin Claret, 2013.

ZANELLI, José Carlos; TOSTES, Andreia Costa. Prática reflexiva das ações gerenciais: um modo de promover a saúde e o bem-estar sem perder de vista a produtividade. 148p. Curitiba: Maxi, 2019.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2019.v12i3.698

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.