Análise das oportunidades e desafios profissionais dos surdos em seu ambiente de trabalho: um estudo nos municípios de Santa Rosa e Horizontina/RS

Fernanda Elisa Dias, Nuvea Kuhn, Cátia Regina Züge Lamb

Resumo


Ao longo da história, acompanha-se a luta contínua por parte dos surdos ao tentarem adentrar no mundo do trabalho e ascenderem profissionalmente. Uma perspectiva que parece auxiliar nesta questão, é a Lei N° 8.213/1991, que traz a obrigatoriedade em empresas com mais de cem colaboradores em contratarem Pessoas Portadoras de Deficiências (PCD´s) em seu quadro colaborativo. Com o intuito de descobrir qual a perspectiva de surdos quanto às possibilidades de crescimento, oportunidades e desafios profissionais em seu emprego atual, nas cidades de Santa Rosa e Horizontina/RS?, a presente pesquisa, teve como objetivo geral analisar a perspectiva dos surdos em relação às oportunidades, possibilidades de  crescimento, ascensão, e aos desafios vivenciados no contexto organizacional em que trabalham atualmente. Como procedimento metodológico, utilizou-se de uma pesquisa aplicada, qualitativa e descritiva, por meio de uma amostragem não probabilística por acessibilidade, utilizando-se de um questionário estruturado junto a 30 participantes surdos. A pesquisa contou com a participação de um público predominante masculino, cerca de 80% dos participantes; em que a maioria possui ensino médio completo; recebem até 2 salários mínimos mensais; atualmente trabalhando em cargos operacionais, especificamente no segmento metal-mecânico. De uma forma geral, consideram que possuem as mesmas condições de promoções e crescimento oportunizados aos demais colaboradores, no entanto acreditam que suas empresas ainda precisam se adaptar à sua condição de PCD.

 

Throughout history, there has been the continuing struggle of the deaf as they try to enter the world of work and ascend professionally. One perspective that seems to help in this issue is Law N° 8.213/1991, which makes it mandatory for companies with more than one hundred employees to hire People with Disabilities (PCD's) in their collaborative framework. In order to find out what is the perspective of deaf people regarding the possibilities of growth, opportunities and professional challenges in their current job in the cities of Santa Rosa and Horizontina/RS? relation to the opportunities, possibilities of growth, ascent, and the challenges experienced in the organizational context in which they currently work. As a methodological procedure, it was used an applied qualitative and descriptive research, through a non-probabilistic accessibility sampling, using a structured questionnaire with 30 deaf participants. The survey was attended by a predominantly male audience, about 80% of participants; where most have completed high school; receive up to 2 monthly minimum wages; currently working in operational positions, specifically in the metal-mechanic segment. In general, they consider that they have the same promotion and growth conditions as other employees, but they believe that their companies still need to adapt to their PCD condition.


Palavras-chave


Desafios; Empregabilidade; Inclusão; Surdos

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Elizabete Gonçalves; FRASSETTO, Silvana Soriano. Libras e o desenvolvimento de pessoas surdas. Aletheia, pp.211-221, 2015.

ALVES, Leandro Francisco. et al. Políticas públicas voltadas para a inclusão social de surdos. Revista Destaques Acadêmicos. Lajeado, v. 9, n. 2, pp.149-162, 2017.

AMÉRICO, Juliana. Como criar empresas realmente diversas. In: Revista você RH. Edição 62, jun/jul, 2019.

BARROS, Jozibel Pereira. Pessoas Surdas: Direitos, Políticas Sociais e Serviço Social. 2009. Monografia (Bacharel em Serviço Social)-Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2009.

BARROS, Elaine Oliveira. et al. Comunicação e publicidade inclusiva: uma análise acerca das práticas de agências publicitárias de Vitória da Conquista-BA. Revista Temática. Ano XII, n. 10, pp.174-189, 2016.

BRASIL. Lei Nº 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência – Corde. Brasília, 1989.

BRASIL. Lei Nº 8.112 de 11 de dezembro de 1990. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. Brasília, 1990.

BRASIL. Lei Nº 8.213, de 24 de julho de 1991. Legislação relativa ao trabalho de pessoas portadoras de deficiência, Brasília, 1991.

BRASIL. Decreto Nº 3.298, de 20 de dezembro de 1999. Regulamenta a Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. Brasília, 1999.

BRASIL. Decreto Nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, 2000.

BRASIL. Lei Nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Brasília, 2002.

CARNEIRO, Marília Ignatius Nogueira; SOARES, Beatriz Ignatius Nogueira. As pessoas surdas e o mercado de trabalho. Revista Virtual de Cultura Surda. n. 20, pp.1-29, 2017.

CARVALHO-FREITAS, Maria Nivalda de; MARQUES, Antônio Luiz. A diversidade através da história: a inserção no trabalho de pessoas com deficiência. Organizações & Sociedade. v.14, n.41, pp.59-78, 2007.

CARVALHO-FREITAS, Maria Nivalda de. et al. Socialização organizacional de pessoas com deficiência. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 50, n. 3, pp.264-275, 2010.

CARVALHO, Rosana Passos de Quitério. O surdo e o mercado de trabalho: conquistas e desafios. Anais do IV Seminário Eniac. Guarulhos, pp.1-7, 2012.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

DEMICHEI, André Luis. et al. O desenvolvimento de um setor metal-mecânico no Rio Grande do Sul, região do Alto Jacuí: origem e consequência. Revista Gestão e Desenvolvimento Em Contexto-Gedecon. v.3, n. 2, pp.1-17, 2015.

DUTRA, Joel Souza. et al. Gestão de pessoas: realidade atual e desafios futuros. São Paulo: Atlas, 2017.

EVANGELISTA, Franceli Fernanda Gularte, et al. A inclusão do surdo no mercado de trabalho de acordo com sua capacidade profissional. Rio Claro, 2014.

HAHN, Ana Karina. et al. Inclusão social de pessoas com deficiência por empresas na região da grande Florianópolis/SC. Revista Metropolitana de Sustentabilidade - RMS, São Paulo, v. 8, n. 2, pp. 102-118, 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Cidades. 2010. Disponível em:< https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/santa-rosa/panorama>. Acesso em 20 de março de 2019. 2010 a.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Cidades. 2010. Disponível em:< https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/horizontina/panorama>. Acesso em 20 de março de 2019. 2010 b.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Amostra pessoas com deficiência. 2010. Disponível em:. Acesso em 20 de março de 2019. 2010 c.

KLEIN, Madalena. Os discursos sobre surdez, trabalho e educação e a formação do surdo trabalhador. In: SKLIAR, Carlos (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 1998.

LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Comportamento organizacional: conceitos e práticas. São Paulo: Saraiva, 2006.

MEZZARI, Vanessa Caroline. A libras como elemento de acessibilidade informacional para o surdo no mercado de trabalho Curitiba. 190 f. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação). Universidade Federal do Paraná, 2015.

NEVES-SILVA, Priscila. et al. Inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho em Belo Horizonte, Brasil: cenário e perspectiva. Ciência & Saúde Coletiva, pp. 2549-2558, 2015.

NERI; Marcelo. et al. Retratos da deficiência no Brasil. Rio de Janeiro: FGV/IBRE, 2003.

PEREIRA, Vilalba do Nascimento Andrade. Inclusão do Surdo no mercado de Trabalho. João Pessoa: 2014.

PERLIN, Gladis. “Identidades Surdas”. In: SKLIAR, Carlos. A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2010.

ROBBINS, Stephen; JUDGE, Timothy. Fundamentos do comportamento organizacional. 12 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2014.

REDONDO, Maria Cristina; CARVALHO, Josefina Martins. A pessoa surda: do diagnóstico à participação social. In: Cadernos da TV Escola 1. Deficiência auditiva. Brasília: MEC/Secretaria de Educação a Distância, 2000.

SACKS, Oliver. Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos. Trad. Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

SANTOS, Nilton Cesar; SILVA, Itamara Cristina da. A Importância da Inclusão do Deficiente Auditivo na Cultura da Organização. Revista Diálogos Interdisciplinares. v.4, n. 1, pp.23-43, 2015.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 1997.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. Rio de Janeiro: WVA, 2003.

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO E PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO (SDPI)/AGÊNCIA GAÚCHA DE DESENVOLVIMENTO E PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO (AGDI). Plano de implantação da Política Industrial Desenvolvimento Econômico do RS. Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre: 2012.

SENA, Elaine Cristina. O surdo e o trabalho: perspectivas de desenvolvimento profissional. São Paulo, 2011.

SILVA, Pablo Marlon Medeiros da. et al. Os desafios para a inclusão de pessoas com deficiência em organizações da construção civil. HOLOS, Ano 33, v.7, pp.311-327, 2017.

SILVEIRA, Flávia Furtado Rainha. Representações sociais do trabalho dos surdos e a construção das suas identidades. 2009. 422 p. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)- Universidade de Brasília. Brasília, 2009.

STROBEL, Karin. As imagens do outro sobre a cultura surda. 2 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 2008.

VIANA, Alvanei dos Santos. A Inserção dos Surdos no Mercado de Trabalho: Políticas Públicas, Práticas Organizacionais e Realidades Subjetivas. 144 p. 2010. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Administração) - Universidade do Grande Rio. Rio de Janeiro, 2010.

VIANA, Alvanei dos Santos; IRIGARAY, Helio Arthur Reis. A inserção dos surdos no mercado de trabalho: políticas públicas, práticas organizacionais e realidades subjetivas. Revista Gestão e Planejamento, Salvador, v. 17, n. 2, pp. 214-232, 2016.

ZANATTA, Ana Luiza. Análise do processo de recrutamento e seleção de pessoas com deficiência em consultorias especializadas neste público alvo na cidade de Porto Alegre. 53 p. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2016.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2019.v12i3.686

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.