A CARREIRA DA MULHER: uma análise da produção científica brasileira

Luana Sodré da Silva Santos

Resumo


Este artigo teve como objetivo identificar e analisar artigos em que o tema carreira fosse o objeto principal do estudo, publicados em periódicos associados à Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL) e na SCIELO (Scientific Eletronic Library Online), no campo da administração. Por meio da análise de conteúdo, na articulação da revisão teórica com a empírica, emergiu a categoria de análise carreira da mulher. Após a identificação e classificação desses artigos, publicados entre os anos 2010 e 2017, os mesmos foram organizados em planilhas, e os dados, tabulados de forma a permitir visualizar: 1) número de publicações por periódico e por ano; 2) temáticas abordadas; 3) os periódicos que mais utilizavam esta perspectiva teórica; 4) as principais metodologias utilizadas. Entre os resultados encontrados foi possível observar que, nos últimos 7 anos, a produção acadêmica sobre carreira da mulher não teve um número expressivode publicações, sendo a maioria delas baseada em profissionais mais tradicionais, como executivas e gestoras, havendo poucos estudos voltados para outras categorias profissionais, como profissionais da área de saúde, professores, profissionais autônomos etc, o que indica um campo de pesquisa a ser explorado pelos pesquisadores brasileiros. Aponta-se a necessidade de se desconstruir a noção de carreira como uma gestão individual e masculinizada, assim como o diálogo com várias áreas do saber, ampliando a dimensão da carreira para a mulher.

 

This article aims to identify and analyze articles in which the subject career was the main object of the study, published in journals associated with the Scientific Periodicals Electronic Library (SPELL) and SCIELO (Scientific Eletronic Library Online), in the administration area. Through content analysis, in the articulation of theoretical revision with empirical, emerged the category of career analysis of women. After the identification and classification of these articles, published between the years 2010 and 2017, they were organized in spreadsheets, and the data, tabulated in order to visualize: 1) number of publications per periodic and per year; 2) themes approched; 3) the journals that most used this theoretical perspective; 4) the main methodologies used. Among the results found, it was possible to observe that, in the last 7 years, the academic production on women's career did not have an expressive number of publications, most of them based on more traditional professionals, such as executives and managers, with few studies focused on other Professional categories such as health professionals, teachers, autonomous professionals, etc, indicating a area of research to be explored by brazilian researchers. It is pointed out the need to deconstruct the notion of career as an individual and masculinized management, as well as the dialogue with several areas of knowledge, expanding the dimension of women’s career.


Palavras-chave


Carreira; Mulheres; Bibliometria

Texto completo:

PDF

Referências


ARTHUR, M. B. The boundaryless career: a new perspective for organizational inquiry. Journal of organizational behavior, v.15, n.4, p.295-306.

BEZERRA, S. A. C.; VIEIRA, A. Dilemas e desafios vividos por mulheres que migraram em função do trabalho do cônjuge. Revista de Administração Mackenzie, v. 14, n. 6, p. 216-243, 2013.

CANABARRO, J. R. D. S.; SALVAGNI, J. Mulheres líderes: as desigualdades de gênero, carreira e família nas organizações de trabalho. Revista de Gestão e Secretariado, v. 6, n. 2, p. 88-110, 2015.

CARVALHO NETO, A. M.; TANURE, B.; ANDRADE, J. Executivas: carreira, maternidade, amores e preconceitos. RAE-eletrônica, v. 9, n. 1, art. 4, p. 1-23, 2010.

CEZAR, B. G. S.; SCHERER, L. A.; CORSO, K. B. Empoderamento Feminino na Carreira de Mulheres Docentes: Estudo em uma Universidade Federal do Interior do Rio Grande do Sul. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 7, n. 1, p. 440-455, 2017.

CHANLAT, Jean-François. Quais carreiras e para qual sociedade? (I). Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 36, n. 1, p. 13-20, Jan/Fev/Mar 1995.

DUTRA, Joel Souza. A gestão de Carreira. In: FLEURY, Maria Teresa Leme (org.). As pessoas na Organização. São Paulo: Gente, 2002.

FERRAZ, R. R. N.; MONKEN, S.; SANTOS, M. N. L. Carreira no setor produtivo pelo contingente feminino. Impactos nos modelos da saúde do trabalhador. Revista de Carreiras e Pessoas, v. 3, n. 3, p. 74-80, 2013.

HALL, D. T.; MOSS, J.E. The new protean career contract: helping organizations and employees adapt. Organizational Dynamics, v.26, n.3, p.22-36, 1996.

HIRATA, Helena. A precarização e a divisão internacional e sexual do trabalho. Sociologias, Porto Alegre, ano 11, n 21, jan/jun. 2009, p.24-41 Disponível em . Acesso em: 26 abr 2015.

LEMOS, A. H. C.; MELLO, G. R.; GUIMARÃES, M. F. Gerações produtivas e carreiras: o que as mulheres da Geração Y querem?. Revista de Administração da UFSM, v. 7, n. 1, p. 135-152, 2014.

LIMA, Gustavo Simão; et al. O teto de vidro das executivas brasileiras. Pretexto, Belo Horizonte, v.14, n.4, p.65-80 out/dez, 2013.

LUCCHI, M.; BARROS, J. F. Mudanças de política salarial na Pierre Alexander Cosméticos: o dilema de Gerusa. Tecnologias de Administração e Contabilidade, v. 3, n. 2, p. 152-167, 2013.

MAYRHOFER, W.; MEYER, M.; STEYER, J. Contextual issues in the study of careers. In: INKSON, K.; SAVICKAS, M. (Eds.) Career Studies. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 2012.

MINAYO, M.C.S. Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.17, n.3, p.621-626, 2012.

NASCIMENTO, A. N. H. Z. Concepção de Maternidade para Mulheres Executivas: Uma Questão Contemporânea. In: Anais… EnGPR, Curitiba, Brasil, 2017.

OLIVEIRA, I. G S. de; Presença feminina nos Conselhos e Diretorias de Grandes Corporações. Apenas uma questão de gênero? In: Anais… EnGPR, Curitiba, Brasil, 2017.

OLIVEIRA, K. B.; LOPES, G. S. C.; WATANABE, M.; YAMAGUCHI, C. K.; DUARTE, R. Estudo do Empoderamento na Perspectiva de Mulheres Líderes . Revista Pretexto, v. 16, n. 4, p. 82-99, 2015.

OLIVEIRA, A. R.; GAIO, L. E.; BONACIM, C. A. G. Relações de gênero e ascensão feminina no ambiente organizacional: um ensaio teórico. Revista de Administração da UFSM, v. 2, n. 1, art. 4, p. 80-97, 2009.

ROCHA, J. B.; KUBO, E. K. M.; LEITE, N. R. P.; FARINA, M. C.; OLIVA, E. C. Percepção de sucesso na carreira da mulher executiva brasileira. Revista de Administração da Unimep, v. 12, n. 3, p. 47-72, 2014.

ROCHA-DE-OLIVEIRA, S.; FRAGA, A. M. Tempo, Contexto, agência e sentido: retomando classe social para a discussão de carreira. In: Anais… EnGPR, Curitiba, Brasil, 2017.

SÁ, P. F. de; LEMOS, A. H. da C.; CAVAZOTTE, F. de S. C. N. Expectativas de carreira na contemporaneidade: o que querem os jovens profissionais? Revista ADM.MADE, Rio de Janeiro, ano 14, v.18, n.2, p.8-27, maio/agosto, 2014.

SANTOS, Marina Miranda Lery; ROCHA-COUTINHO, Maria Lúcia. Mulheres na Força Aérea Brasileira: um estudo sobre as primeiras oficiais aviadoras. Estud. psicol. (Natal), Natal , v. 15, n. 3, p. 259-267, Dec. 2010 . Available from .

SCHULZ, Rosangela; MORITZ, Maria Lúcia. Mulheres vitoriosas na política: estudo comparativo entre as candidaturas ao cargo de deputado estadual no RS em 2010.Sociologias, Porto Alegre , v. 17, n. 39, p. 370-402, Aug. 2015 . Available from .

SOUZA, E. M.; CORVINO, M. M. F.; LOPES, B. C. Uma análise dos estudos sobre o feminino e as mulheres na área da Administração: a produção científica brasileira entre 2000 a 2010. Organizações & Sociedade, v. 20, n. 67, p. 603-621, 2013.

SPINELLI-DE-SÁ, J. G., LEMOS, A. H. Da C.Sentido do Trabalho: uma Análise da Produção Científica Brasileira. In: Anais… EnANPAD, Belo Horizonte, MG, Brasil, 2015.

TOLFO, S. R. A carreira profissional e seus movimentos. Psicologia: Organização e Trabalho, v.2, n.2, p.39-63.

VACLAVIK, M. C.; PITHAN, L. H.; SCHERER, L. A.; CHAGAS JÚNIOR, S. R. O. Carreira: um panorama das abordagens sobre o tema nos eventos da ANPAD nos últimos vinte anos. In: Anais… EnGPR, Curitiba, Brasil, 2017.

VAN DER HEIJDEN, B.; DE VOS, A. Sustainable careers: introductory chaper. In: VAN DER HEIJDEN, B.; DE VOS, A. Handbook os Research on sustainable careers. Cheltenham: Edward Elgar, p.1-9, 2015.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2017.v10i3.518

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.