A comercialização de revestimentos cerâmicos na América Latina

Kleber Oliveira, Julio Cesar Zilli, Adriana Carvalho Pinto Vieira, Debora Volpato

Resumo


O estudo objetivou analisar a percepção das empresas importadoras da América do Sul perante a comercialização de revestimentos cerâmicos com o Brasil, Itália, Espanha e China. Metodologicamente, caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, bibliográfica e de campo. Para a coleta dos dados foi enviado um questionário para 27 empresas, com a participação efetiva de 10 importadoras. A análise dos dados foi essencialmente qualitativa. Verificou-se que a capacidade produtiva das empresas brasileiras aumentou consideravelmente ao longo dos anos, quase dobrando o número e atingindo seu ápice em 2015. Percebeu-se a grande experiência dos entrevistados no setor em estudo, onde 40% das empresas possuía mais de 20 anos de mercado e os outros 60% até 8 anos. A inovação no lançamento de novos produtos, aliada a novos designs, contribuem para o aumento das vendas, uma vez que o importador terá sempre novas opções de compra para apresentar em suas lojas.

 

The objective of this study was to analyze the perception of South American importers in relation to the commercialization of ceramic tiles with Brazil, Italy, Spain and China. Methodologically, it is characterized as a descriptive, bibliographical and field research. For the data collection, a questionnaire was sent to 27 companies, with the effective participation of 10 importers. Data analysis was essentially qualitative. It was verified that the productive capacity of the Brazilian companies increased considerably over the years, almost doubling the number and reaching its peak in 2015. The great experience of the interviewees in the sector under study was noticed, where 40% of the companies had more than 20 years of market and the other 60% up to 8 years. The innovation in new product launches, together with new designs, contribute to increased sales, since the importer will always have new buying options to present in their stores.


Palavras-chave


Comercialização; América do Sul; Revestimentos Cerâmicos;

Texto completo:

PDF

Referências


ABCERAM. Cerâmica no Brasil: Considerações Gerais. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2016.

ANFACER. 2016. Exportações Brasileiras de Revestimento Cerâmico. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2017.

CAVUSGIL, S.T.; KNIGHT, G.; RIESENBERGER, J. R. Negócios Internacionais: estratégia, gestão e novas realidades. 1 ed. São Paulo: Pearson. 2009.

CONSTANTINO, A. de O.; ROSA, S.E.S. da; CORRÊA, A.R. Panorama do setor de revestimentos cerâmicos. 2006.

CRESWELL, J.W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed. 2007.

DELGADO, P.R.; BESEN, G.M.V. Notas sobre o comércio exterior na América do Sul. Nota Técnica Ipardes.2010.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E.M. Fundamentos de metodologia científica. 7. ed. São Paulo: Atlas. 2010.

MARRAS, J.P. Gestão estratégica de pessoas.1 ed. São Paulo: Saraiva. 2010.

MENDA, Mari. Cerâmicas. 2011. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2016.

NONNENBERG, M.J.B. Exportação e inovação: uma análise para América Latina e Sul-Sudeste da Ásia. São Paulo: Puc - Sp, 22 mar. Quadrimestre. 2016.

SAMPIERI, R.H.; COLLADO, C.F.; LUCIO, P.B. Metodologia de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Mcgraw. 2006.

VIANNA, I.O. de A. Metodologia do trabalho científico: um enfoque didático na produção científica. São Paulo: Epu. 2001




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2018.v11i1.486

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.