QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: um estudo do comprometimento organizacional na percepção de profissionais de contabilidade

Laurindo Panucci Filho, Nelson Hein, Adriana Kroenke

Resumo


Este artigo examina a QVT (Qualidade de Vida no Trabalho) no âmbito dos profissionais de contabilidade. O principal objetivo deste estudo foi verificar a percepção de comprometimento organizacional e da qualidade de vida no trabalho pelos profissionais dessa área, mediante a uma pesquisa descritiva e exploratória, com dados coletados por meio de um questionário, utilizado anteriormente por Schirrmeister et al., (2008) e Schirrmeister e Limongi-França (2012). A amostra não intencional composta de 27 respondentes que participaram da pesquisa de forma voluntária e desempenham funções ligadas à área contábil. O estudo mostra dentre as cinco dimensões do questionário,  a dimensão CNOD (Normativa Obrigação pelo Desempenho) foi predominante entre todos os respondentes, o que revela nesta amostra haver comprometimento condizente com a QVT (Qualidade de Vida no Trabalho) adequada aceita por eles. 

 

This article examines QVT (Quality of Life at Work) within the scope of accounting professionals. The main objective of this study was to verify the perception of organizational commitment and quality of life at work by professionals in this area, through a descriptive and exploratory research, with data collected through a questionnaire previously used by Schirrmeister et al. ( 2008) and Schirrmeister and Limongi-França (2012). The unintentional sample consisted of 27 respondents who participated in the research voluntarily and perform functions related to the accounting area. The study shows that among the five dimensions of the questionnaire, the CNOD dimension was predominant among all the respondents, which reveals that there is adequate commitment to the QVT (Quality of Life at Work) accepted by them. 


Palavras-chave


Gestão de pessoas; Qualidade de vida no trabalho; Comprometimento organizacional

Texto completo:

PDF

Referências


ADHIKARI, Dev Raj; GAUTAM, Dhruba Kumar. Labor legislations for improving quality of work life in Nepal. International Journal of Law & Management, v. 52, n. 1, p. 40–53, 2 fev. 2010.

BASTOS, Antonio Virgílio B.; BRANDÃO, Margarida G. A.; PINHO, Ana Paula M. Comprometimento organizacional: uma análise do conceito expresso por servidores universitários no cotidiano de trabalho. Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 2, p. 97–120, ago. 1997.

BOONROD, Wallapa. Quality of working life: perceptions of professional nurses at Phramongkutklao Hospital. Journal of the Medical Association of Thailand = Chotmaihet thangphaet, v. 92 Suppl 1, n. February, p. S7–15, fev. 2009.

CATAPAN, Anderson. et al. Qualidade de Vida no Trabalho (QVT): uma análise em professores do Ensino Médio e Superior do Brasil. Revista Brasileira de Qualidade de Vida, v. 6, n. 2, p. 130–138, 30 jun. 2014.

COCUĽOVÁ, Jana; SVETOZAROVOVÁ, Nella. The influence of quality of work life on work performance. Electronic International Interdisciplinary Conference, p. 31–34, 2014.

COOPER, David R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em Administração. 7 ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

EILON, Samuel. The quality of working life. Omega, v. 4, n. 4, p. 367–373, jan. 1976.

GADON, Herman. Making sense of quality of work life programs. Business Horizons, v. 27, n. 1, p. 42–46, jan. 1984.

HSU, Ming-Yi; KERNOHAN, George. Dimensions of hospital nurses’ quality of working life. Journal of Advanced Nursing, v. 54, n. 1, p. 120–131, abr. 2006.

MEDEIROS, Carlos Alberto Freire. Comprometimento organizacional: um estudo de suas relações com características organizacionais e desempenho nas empresas hoteleiras. [s.l.] USP, jan. 2003.

MOSADEGHRAD, Ali Mohammad. Quality of Working Life and Turnover Intentions: implications for nursing management. International Journal of Research in Nursing, v. 4, n. 2, p. 47–54, 1 fev. 2013.

OLIVEIRA, Patrícia Morilha; LIMONGI-FRANÇA, Ana Cristina. Avaliação da gestão de programas de qualidade de vida no trabalho. RAE eletrônica, v. 4, n. 1, 2005.

PETROSKI, Elio Carlos. Qualidade de vida no trabalho e suas relações com estresse, nível de atividade física e risco coronariano de professores universitários. Universidade Federal de Santa Catarina - Tese, p. 1–163, 2005.

SCHIRRMEISTER, Renata. et al. As Relações de Trabalho no Porto de Santos: um estudo sobre a qualidade de vida no trabalho e o comprometimento organizacional no contexto da modernização dos portosXXXII EnANPAD: Anais...Rio de Janeiro, 2008. Disponível em: . Acesso em: 7 abr. 2016

SCHIRRMEISTER, Renata; LIMONGI-FRANÇA, Ana. Cristina. A Qualidade de Vida no Trabalho: Relações com o Comprometimento Organizacional nas Equipes Multicontratuais. Revista Psicologia. Organizacoes e Trabalho. set-dez2012, v. 12, n. 3, p. 283–299, 2012.

TABASSUM, Ayesha; RAHMAN, Tasnuva; JAHAN, Kursia. A Comparative Analysis of Quality of Work Life among the Employees of Local Private and Foreign Commercial Banks in Bangladesh. World Journal of Social Sciences, v. 1, n. 1, p. 17–33, 2011.

VASCONCELOS, Anselmo Ferreira. Qualidade de vida no trabalho: origem, evolução e perspectivas. Caderno de pesquisas em Administração, v. 8, n. 1, p. 23–35, 2001.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2017.v10i1.334

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.