ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO: um olhar para o desenvolvimento cognitivo, ajuste emocional e seus impactos na vida profissional

Alberto Padrón Abad, Thaís Marluce Marques Abad

Resumo


O objetivo do presente artigo é analisar os fatores do desenvolvimento cognitivo, ajuste emocional do indivíduo AH/SD e seus impactos na vida profissional e laboral. A metodologia empregada está embasada numa pesquisa bibliográfica, exploratória e descritiva realizada a partir do levantamento de referências teóricas já analisadas e publicadas, referentes ao tema em questão. Assim, num primeiro momento, analisar-se-ão os fatores que facilitam o ajuste emocional de indivíduos AH/SD (familiares, escolares, laborais e interpessoais). Posteriormente, se refletirá na pergunta do porquê existirem pessoas que mesmo vivendo em situações sociais e econômicas desfavoráveis podem desenvolver suas AH/SD e ser profissionais de sucesso, enquanto outros, com todas as oportunidades na vida não alcançam sucesso profissional e nem contribuem efetivamente para a sociedade? No intuito de responder essa questão, estudar-se-ão: o conceito de resiliência, a Teoria da Avaliação Cognitiva de Lazarus e a Teoria da Desintegração Positiva de Dabrowski. Assim sendo, conclui-se ser importante aplicar de maneira efetiva os modelos teóricos já propostos, de modo compreensivo e explicativo, das AH/SD sob os aspectos do desenvolvimento cognitivo e emocional dos indivíduos.

 

El objetivo del presente artículo es analizar los factores de desarrollo cognitivo, ajuste emocional del individuo AH/SD y sus impactos en la vida profesional y laboral. La metodología empleada está basada en una investigación bibliográfica, exploratoria y descriptiva realizada a partir de referencias teóricas, referentes al tema, previamente analizadas y publicadas. En este sentido, se iniciará considerando los factores que facilitan el ajuste emocional de individuos AH/SD (familiares, escolares, laborales e interpersonales). Posteriormente, se analizará la pregunta: ¿por qué existen personas que a pesar de vivir en situaciones sociales y económicas desfavorables pueden desarrollar sus AH/SD y ser profesionales de éxito, mientras otros, con todas las oportunidades en la vida no llegan al éxito profesional ni contribuyen efectivamente con la sociedad? Con la intención de responder esa pregunta se estudiarán: el concepto de resiliencia, la Teoría de la Evaluación Cognitiva de Lazarus y la Teoría de la Desintegración Positiva de Dabrowski. De esta manera, se concluye la importancia de aplicar de manera efectiva los modelos teóricos ya propuestos, de modo comprensivo y explicativo, de las AH/SD acerca de los aspectos del desarrollo cognitivo y emocional de los individuos. 


Palavras-chave


Altas Habilidades / Superdotação; Desenvolvimento cognitivo; Ajuste Emocional; Resiliência; Teoria da Desintegração Positiva de Dabrowski

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARADO, Nancy. Adjustment of Gifted Adults. Advanced Development Journal Vol. 1, 1989.

ANGELI DOS SANTOS, Acácia, et al. Estilos Cognitivos e personalidade: um estudo exploratório de evidências de validade. Psico-USF. Vol. 8, n.1. 2003.

ANTONIAZZI, Adriane, et al. O conceito de coping: uma revisão teórica. Estudos de Psicologia. 3 (2). 1998.

ARCHAMBAULT, F. Regular classroom practices with gifted students: results of a national survey of classroom teachers. The National Research Center on the Gifted Children and Talented University of Connecticut. 1993.

BRASIL. Resolução n.º 02/2001.Brasília: Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica. 2001.

________ Censo Nacional da Educação Básica 2014. INEP Brasil. Disponível em Acesso em 30 de setembro de 2015.

CALLAHAN, Carolyn, et al. The social and Emotional Development of Gifted Students. The national research center on the gifted and talented. 2004.

DABROWSKI, K. Positive Disintegration. Boston: Little Brown. 1964.

DABROWSKI, K. Psychoneurosis is not an illness. London: Gryf. 1972.

DIRKES, M. A. Anxiety in the gifted: pluses and minuses. Roeper Review, 5. 1983.

FONSECA, J. Metodologia da Pesquisa Científica. Fortaleza: Universidade Estadual de Ceará. 2002.

GARDNER, Howard. Estructuras de la mente: La Teoría de las Múltiples Inteligencias. Madrid: Fondo de Cultura Económica de España. 1994.

GERHARDT, Tatiana et al. Métodos de Pesquisa. SEAD Série educação a Distância: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2009.

HAYES, Julia. Mental Toughness and Coping Strategies in Collegiate Skiers. The Big Sky Undergraduate Journal. Vol. 3, 1, article 3. 2015.

KASS, Harrison, et al. Who rises to the top? Association for Psychological Science. 24 (5) 648 - 659. 2013.

KELL, Anderson, et al. Representações sociais e cognição social. Revista Psicologia e Saber Social. 3(2), 191-206. 2014.

LAZARUS, R, et al. Stress, appraisal, and coping. New York: Springer Publishing. 1984.

MENDAGLIO, Sal. Dabrowski´s Theory of Positive Disintegration and Giftedness: Overexcitability Research Findings. Journal for the Education of the Gifted. Vol 30, No.1. 2006.

MENDAGLIO, Sal. Dabrowski´s Theory of Positive Disintegration. Arizona: Great Potential Press, Inc. 2008.

NEIHART, Maureen. The Impact of Giftedness on Psychological Well-Being: What Does the Empirical Literature Say? Roeper Review. Vol 22. No 1. 1998.

NELSON, Karen. Dabrowski´s Theory of Positive Disintegration. Advanced Development Journal. Volume 1, janeiro 1989.

OLIVEIRA, Miriam. Alunos com Altas Habilidades/Superdotação e o fenômeno Bullying. Tese (Mestrado em Educação). 2012. Universidade Federal de Santa Maria.

PEÑAS, Maria. Características Socioemocionales de las personas adolescentes superdotadas. Ajuste psicológico y negación de la superdotación en el concepto de sí mismas. Tese (Doutorado em Educação). 2006. Segundo prêmio da convocatória de prêmios nacionais de investigação e inovação educativa 2006. Modalidade de Teses doutorais.

PÉREZ, Susana Graciela. Ser ou não ser, eis a questão: o processo de construção da identidade na pessoa com altas habilidades/superdotação adulta. Tese (Doutorado em Educação). 2008.

PÉREZ, Susana Graciela. Altas habilidades / Superdotação: mais vale prevenir. Pediatria Moderna. Jan 14 V 50 N 1, 40-48. 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 de Setembro de 2015.

PETERSON, Lizette. Coping by children undergoing stressful medical procedures: Some conceptual, methodological, and therapeutic issues. Journal of Consulting and Clinical Psychology. 57, 1989.

SHEPPERD, James, et al. The relationship of hardiness, gender and stress to health outcomes in adolescents. Journal of personality. Duke University. 59:4. 1991.

SILVERMAN, Linda. Personality development and the gifted. Gifted Development Center. MENSA Bulletin, C-175, 1986.

SILVERMAN, Linda. The Construct of Asynchronous Development. Peabody Journal of Education. 72 (3&4), 1997.

STEWART, John. Career Counselling for the academically Gifted Student. 1 Canadian Journal of Counselling. Vol. 33:1 1999.

VIRGOLIM, Ângela Magda Rodrigues. (2003). A criança superdotada e a questão da diferença: um olhar sobre suas necessidades emocionais, sociais e cognitivas. Disponível em: . Acesso em: 30 de setembro de 2015.

VIRGOLIM, Ângela Magda Rodrigues. Altas Habilidades/Superdotação: encorajando potenciais. Ministério de Educação MEC Secretaria de Educação Especial SEESP. Brasília, Brasil. 2007.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2016.v9i2.266

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.