O CASO RSM PNEUS: estratégias de sucessão em uma empresa familiar

Jacqueline de Mello Moreira, Joyce Gonçalves Altaf, Irene Raguenet Troccoli

Resumo


As empresas familiares detêm papel relevante na economia brasileira, representando aproximadamente 75% da totalidade das empresas e mais de 90% daquelas de capital privado. Além dessa representatividade, as empresas familiares possuem certas particularidades que as diferenciam das demais, como os valores e os laços de seus membros, e o processo sucessório. Neste último, idealmente o fundador da empresa deve contar com a elaboração cuidadosa de plano de ação que garanta preparação planejada do futuro gestor. O objetivo da presente pesquisa, um estudo de caso com abordagem qualitativa, é identificar a existência de estratégias desenvolvidas por uma empresa familiar para conduzir os herdeiros à sucessão do seu dirigente, a partir da análise das atuais necessidades de profissionalização percebidas por sucessores e por sucedidos. Os resultados encontrados indicam, dentre outros, a necessidade de profissionalização imediata de parentes que ocupam cargos de chefia para o melhor resultado deste processo.


Palavras-chave


Empresa Familiar; Sucessão; Planejamento Estratégico

Texto completo:

PDF

Referências


AAKER, D. A.; KUMAR, V.; DAY, G. S. Pesquisa de marketing. São Paulo: Atlas, 2004.

ADACHI, P. P. Família S.A: gestão de empresa familiar e solução de conflitos, São Paulo: Atlas, 2006.

ALTAF, J. G.; TROCCOLI, I. R. A importância da Gestão Profissional em uma Empresa Familiar – Joalharia Meridiano Ltda. In E&G – Revista Economia e Gestão da PUC Minas. Belo Horizonte, v.10, n. 23, Maio/Ago. 2010

BERNHOEFT, R. Empresa familiar: Sucessão profissionalizada ou sobrevivência comprometida. São Paulo: Nobel, 1991.

CAMPOS, L. J.; MAZZILLI, C. Análise do Processo Sucessório em Empresa Familiar: Um Estudo de Caso. Enanpad 1998.

CHIAVENATO, I.; SAPIRO, A. Planejamento Estratégico: fundamentos e aplicações. 3° Ed.Rio de Janeiro, Elsevier, 2003.

CHRISMAN, J. J.; HOFER, C. W.; BOULTON, W. R. Toward a system for classifying business strategies. Academy of Management Review. v.13, n.3, p.413-428, 1988.

CUNHA, D. A sucessão na empresa familiar: um estudo de caso na empresa Centro Elétrico na cidade de São Luís Estado do Maranhão. Dissertação de mestrado (Administração de Empresas). Escola Brasileira de Administração Pública (Ebape) da Fundação Getulio Vargas. Rio de Janeiro, 2006.

DONNELEY, Robert. G. A empresa familiar. Revista de administração de empresas. Junho de 1967. (Publicado originalmente na Harvard Business Review em 1964.)

DRUCKER, Peter Ferdinand, Introdução a Administração. São Paulo: Pioneira, 2002

GASKELL, G. Entrevistas individuais e grupais. In: Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som- um manual prático. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2004

GERSICK, Kelin; DAVIS, John; HAMPTON, M.; LANSBERG, I. De geração a geração: ciclos de vida das empresas familiares. São Paulo: Negócios, 1997.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. Ed. São Paulo: Ed. Atlas, 2009.

GRZYBOVSKI, D. O administrador na empresa familiar: uma abordagem comportamental. Passo Fundo: UPF, 2002.

LEMOS, Mônica de F. M. O Processo de sucessão em empresas familiares. Era Business, nº. 5, abr. 2003.

LODI, J. B. A empresa familiar. 2. ed. São Paulo: Pioneira, 1986.

__________ Sucessão e conflitos na empresa familiar. São Paulo: Pioneira, 1987.

__________ O Fortalecimento da empresa familiar. São Paulo, Pioneira, 1989

__________ A empresa familiar. 4. ed. São Paulo: Pioneira, 1993.

__________ A Empresa Familiar. 5. Ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

LONGENECKER, J. G.; MOORE, C. W.; PETTY, J. W. Administração de pequenas empresas: ênfase na gerência empresarial. Tradução Maria Lucia G. L. Rosa e Sidney Stancatti. São Paulo: Makron Books, 1997

MERRIAM, S. Qualitative research and case study applications in education. San Francisco: Jossey-Bass, 1998.

MILES, R. E.; SNOW, C. C. Organizational strategy, structure and process. New York: McGraw-Hill, 1978.

MINTZBERG, H. Strategy formulation as a historical process. International Studies of Management and Organization, Summer, v.7, n.2, p.28-40, 1977.

______. Crafting Strategy. Harvard Business Review. July-August, 1987.

OLIVEIRA, D. P. R. Empresa familiar: como fortalecer o empreendimento e otimizar o processo sucessório. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006

PÁDUA, A. D. Empresa Familiar. Porto Alegre: SEBRAE, 1998.

PORTER, M. E. Competitive advantage. New York: The Free Press. 1985.

______. Estratégia competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 13.ed., Rio de Janeiro: Campus, 1997.

RICCA, D. de. Sucessão na Empresa Familiar: Conflitos e Soluções. CLA, São Paulo, 2007.

ROSSATO NETO, F. J.; CAVEDON, N. R. Empresas familiares: desfilando seus processos sucessórios. Cadernos Ebape. BR, v. 2, n. 3, 2004.

RSM PNEUS. Disponível em: http://www.rsmpneus.com.br. Acesso em: 20 nov. 2012.

SERRA, Fernando A. Ribeiro, TORRES, Maria Cândidas S., TORRES, Alexandre Pavan. Administração Estratégica. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Editores. 2004

TILLMANN, C.; GRZYBOVSKI, D. Sucessão de dirigentes na empresa familiar: estratégias observadas na família empresária. Organizações & Sociedade, Salvador, v. 12, n. 32, p. 45-61, 2005.

TRIVIÑOS, A. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VERGARA, S. C. Projetos e relatório de pesquisa em administração. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2016.v9i1.211

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.