A IMPORTÂNCIA DO ADMINISTRADOR NA GESTÃO HOSPITALAR: percepção de Médicos, Enfermeiros e Administradores de um Hospital Universitário

Dartagnan Ferreirra de Macêdo, Thayse Ingrid Clímaco Romeiro, Duilio Cleto Marsiglia

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo dimensionar a importância do administrador na gestão hospitalar, a partir da visão das chefias de médicos, enfermeiros e administradores de um Hospital Universitário. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa e quantitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de questionários aplicados com todas as 41 chefias de médicos e enfermeiros da organização estudada e de entrevistas semiestruturadas com um grupo de 8 administradores do Hospital. A partir dos resultados, constatou-se que a maioria dos médicos e enfermeiros observa o hospital como uma organização complexa (92,7%), reconhece a necessidade de experiência e/ou conhecimento em gestão para assumir cargos de direção ou chefia (97,6%) e acreditam que a gestão deve ser compartilhada entre médicos e administradores (78%). Em relação ao processo de comunicação e as relações entre as categorias, percebeu-se a necessidade de melhorias. Nos resultados das entrevistas, observou-se que todos os administradores demonstraram a importância do trabalho exercido para a sustentação do hospital, sendo ressaltada, porém, a necessidade de uma maior autonomia, em virtude do poder da classe médica ser dominante nos hospitais. Portanto, evidenciou-se a essencialidade do profissional administrador dentro da estrutura hospitalar, destacando-se, contudo, a necessidade de competência gerencial, especialização na área e do apoio de todos os profissionais de saúde para a obtenção dos objetivos organizacionais.


Palavras-chave


Gestão Hospitalar; Administração Hospitalar; Administrador; Hospital Universitário

Texto completo:

PDF

Referências


BELTRAM, G. S.; CAMELO, A. C. O. Hotelaria hospitalar e alguns aspectos da gestão hospitalar necessários para melhorar a qualidade no atendimento. FCV Empresarial, v. 1, p. 53‐72, 2007.

CALDAS, B. N. O papel do dirigente hospitalar: A percepção de diretores de Hospitais Universitários vinculados às Instituições Federais de Ensino Superior. Dissertação (Mestrado em administração). Fundação Getúlio Vargas. Escola de Administração de Empresas de São Paulo, 2008.

CARAPINHEIRO, G. Saberes e poderes no hospital. 4ª edição. Porto: Edições Afrontamento, 2005.

CECÍLIO, L. C. O. Autonomia versus controle dos trabalhadores: a gestão do poder no hospital. Ciência & Saúde Coletiva, v. 4, n. 2, p. 315-29, 1999.

CECÍLIO, L. C. O. (Org.). Inventando a mudança na saúde. 3ª edição. São Paulo: Hucitec, 2006.

COUTO, R. C.; PEDROSA, T. M. G. Hospital: Acreditação e Gestão em Saúde. 2ª edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

DUARTE, I. G.; BOTAZZO, C. Gestão de pessoas nas Organizações Sociais de Saúde: algumas observações. Rev. adm. saúde, v. 11, n. 45, p. 161-168, 2009.

FERREIRA, L. C. M. O poder nas organizações hospitalares: administradores hospitalares fantoches da hegemonia hierárquica médica? Dissertação (Mestrado em Administração). Faculdade Novos Horizontes, Belo Horizonte, 2008.

FEUERWERKER, L. C. M.; CECÍLIO, L. C. O, O hospital e a formação em saúde: Desafios atuais. Ciência & Saúde coletiva, (12 ) 4: 965 – 971, 2007.

GONÇALVES, E. L. Condicionantes internos e externos da atividade do hospital-empresa. RAE-eletrônica, v. 1, n. 2, p. 1-20, 2002.

GRABOIS, V. et al. Gestão Hospitalar: um desafio para o hospital brasileiro. Rio de Janeiro: ENSP, 1995.

GURGEL, G. D.; VIEIRA, M. M. F. Qualidade total e administração hospitalar: explorando disjunções conceituais. Ciência & Saúde Coletiva, v. 7, n. 2, p. 325-34, 2002.

MAGALHÃES, S. R. B. de S. Gestão de Recursos Humanos em uma organização hospitalar: a utilização de indicadores como ferramentas de gestão. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Fortaleza, 2006.

MALDONADO, M. T; CANELLA, P. Recursos de relacionamento para profissionais de saúde: a boa comunicação com clientes e seus familiares em consultórios, ambulatórios e hospitais. Rio de Janeiro, Reichmann & Affonso Editores, 2003.

MAUDONNET, R. B. et al. Administração Hospitalar. 1ª edição. Rio de Janeiro: Cultura Médica, 1988.

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da Administração: da revolução urbana à revolução industrial. 6ª edição. São Paulo: Atlas, 2008.

MERHY, E. E.; ONOCKO, R. (Org.). Agir em Saúde: um desafio para o público. 2ª edição. São Paulo: Hucitec, 2002.

MINTZBERG, H. Toward healthier hospitals. Health Care Management Review, Gaithersburg, v. 4, n. 22, p. 9-18, 1997.

NETO, G. V.; MALIK, A. M. Tendências na assistência hospitalar. Ciência & Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 825-39, 2007.

PADILHA, I. M. B. M; NASSAR, M. R. F. A formação do gestor para organizações de saúde. Anais do XIV Encontro de Iniciação Científica da PUC-Campinas, 2009.

PICCIAI, D. Mudança em instituições hospitalares: Análise do processo e estudo da ação do administrador hospitalar. Relatório de pesquisa n. 4, EAESP/FGV/NPP, 1998.

RUTHES, R. M.; CUNHA, I. C. K. O. Os desafios da administração hospitalar na atualidade. Revista de Administração em Saúde, v. 9, n. 35, 2007.

SEIXAS, M. S.; MELO, H. T. Desafios do administrador hospitalar. Revista Gestão & Planejamento, v. 1, n. 10, p. 16-20, 2004.

SENHORAS, E. M. A cultura na organização hospitalar e as políticas culturais de coordenação de comunicação e aprendizagem. Revista Eletrônica de Comunicação & Inovação em Saúde. FioCruz. Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 45-55, 2007.

VENDEMIATTI, Mariana et al. Conflito na gestão hospitalar: o papel da liderança. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. Supl 1, p. 1301-14, 2010.

VERGARA, S. C. Projetos e Relatórios de pesquisa em administração. 9ª edição. São Paulo: Atlas, 2007.

ZOBOLI, E. Ética e administração hospitalar. 2ª edição. São Paulo: Loyola, 2004.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2015.v8i2.163

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.